Blog do escritor
Xesús Constela

www.xesusconstela.com

info@xesusconstela.com
 CATEGORÍAS
 CUARTO DOS TRASTES
 SALA PARA VISITAS
 SALA DAS PROCURAS
 SALA DOS BLOGS GALEGOS
 NO FAIADO
 ANTERIORES

De José Saramago: Ergo uma rosa
A proposta de Solange, e para conmemorar o 89 aniversario de José Saramago velaí vai o poema Ergo uma rosa:

Ergo uma rosa, e tudo se ilumina
como a lua não faz nem o sol pode:
Cobra de luz ardente e enroscada
Ou vento de cabelos que sacode.

Ergo uma rosa, e grito a quantas aves
O céu pontuam de ninhos e de cantos,
Bato no chão a ordem que decide
A união dos demos e dos santos.

Ergo uma rosa, um corpo e um destino
Contra o frio da noite que se atreve,
E da seiva da rosa e do meu sangue
Construo perenidade em vida breve.

Ergo uma rosa, e deixo, e abandono
Quanto me dói de mágoas e assombros.
Ergo uma rosa, sim, e ouço a vida
Neste cantar das aves nos meus ombros


Se queredes tamén podedes ver este video cunha versión flamenca do poema e o recitado en boca do seu autor en Lanzarote no ano 2008.

Para deixar a boca aberta!


Comentarios (2) - Categoría: De literatura - Publicado o 17-11-2011 18:13
# Ligazón permanente a este artigo
Chuza! Meneame
2 Comentario(s)
1 É assim mesmo que fiquei...De boca aberta!
A riqueza desse vídeo é algo incomparável. Transformou uma maravilha em várias maravilh#blgtk08#as!!
O mais prazeroso é ver a satisfação e o encantamento de Saramago diante do espetáculo!
Un grolo ao imortal Saramago!
Comentario por Solange Villamar Couto (17-11-2011 19:03)
2 Un grolo por el. Si señor. Ergamos todos unha rosa! Quizai#blgtk08#s iluminaremos estas tebras de incerteza nas que vivimos.
Comentario por Xesús Constela (17-11-2011 20:34)
Deixa o teu comentario
Nome:
Mail: (Non aparecerá publicado)
URL: (Debe comezar por http://)
Comentario:
© by Abertal

Warning: Unknown: Your script possibly relies on a session side-effect which existed until PHP 4.2.3. Please be advised that the session extension does not consider global variables as a source of data, unless register_globals is enabled. You can disable this functionality and this warning by setting session.bug_compat_42 or session.bug_compat_warn to off, respectively in Unknown on line 0