Blog do escritor
Xesús Constela

www.xesusconstela.com

info@xesusconstela.com
 CATEGORÍAS
 CUARTO DOS TRASTES
 SALA PARA VISITAS
 SALA DAS PROCURAS
 SALA DOS BLOGS GALEGOS
 NO FAIADO
 ANTERIORES

Para opinar
Estamos a comezar o curso escolar máis conflictivo de todos cantos eu lembro.

recortes, despidos, masificación nas aulas...

e parece que se levantase a veda contra os ensinantes: calquera pode dicir a burrada que considere no medio que máis lle praza. Xornais, radios e televisións entraron nunha competición para ver quen pode denigrar mellor o noso traballo. Chámannos de todo!

Non quero entrar a facer comentarios acerca das animaladas que levo escoitadas estes días .

Pero lembrei esta fotografía que fixen co meu móbil o pasado mes de abril nunha rúa de Lisboa.

Moi acaída para todos os ignorantes que vomitan as súas opinións sen nin sequera pensar o dano que se lle está a facer ao ensino público deste país noso.

Vou transformar un pouco a frase:
PARA OPINAR É PRECISO APRENDER!
Comentarios (3) - Categoría: De andar pola casa - Publicado o 22-09-2011 18:17
# Ligazón permanente a este artigo
Chuza! Meneame
3 Comentario(s)
1 Para opinar, polo menos é preciso escoitar e tamén observar. Calquera que teña un parente na docencia ten que saber que cando sae do seu centro de traballo ten que botar horas preparando temas, corrixindo cadernos ou exames. Certo que ó mellor non tódolos días, pero tamén teñen que atender as consultas dos pais, facer sa#blgtk08#ídas culturais cos rapaces... Eu son tamén funcionaria, pero cando ficho ás 3 da tarde esquezo todo o que teña que ver co traballo ata o día seguinte, porque eu traballo con papeis, con números, pero os docentes traballan con nenos. Nas mans deles está o futuro dos nosos fillos. Vaia para eles toda a miña consideración.
Comentario por Eva Carpente (22-09-2011 22:18)
2 Infelizmente vejo que o mal do povo é falar demais e, principalmente, sem saber! Pelo que vejo, acontece em todas as partes. Aqui não é diferente e, ainda temos dois agravantes: "O Salário", um dos mais baixos do país e, a "distância" entre escolas. Dependendo do caso, demora-se mais de 1 hora para chegar ao destino. Depois, tem que sair desta e ir à outra, para poder completar a carga horária (quando não se consegue fazer dois períodos na mesma escola).
Além de todos estes fatores que você mencionou Eva, acrescento, que para eu ser professora, precisei estudar,pagar uma universidade por 4 anos, fazer cursos de especialização e, ainda hoje preciso estar atualizada e fazer cursos de reciclagem, para que nosso ensino não fique defasado!
Este ano, não dei aula por vontade própri#blgtk08#a, ou melhor, porque a situação que se encontra a educação dos jovens me deixa cada vez mais perplexa e desencorajada. Mas, para o ano que vem, pretendo voltar e sabe por que? Porque não tem mais professor, a maioria está de licença (afastados por algum motivo de doença)ou mesmo, por não terem mais pessoas se formando nesta área da educação e, por mim mesma. Pois, foi o que eu escolhi pra mim, gosto do que faço. Adoro alfabetizar, me dou ao máximo para que um aluno meu saia informado, satisfeito e feliz. Mesmo sabendo que o salário é uma vergonha!
Não tem como ficar quieta diante de barbaridades faladas, que é o caso aqui em questão. Se não fosse nós professores, não haveria nenhuma outra profissão...Todas precisam de professor!
É uma pena que alguns não aprenderam a lição!
Comentario por Solange Villamar Couto (23-09-2011 00:14)
3 E para aprender é necesario que haxa quen ensine, pero con garantías. Coido que esas garantías foron desaparecendo e non porque os e as docentes se esfumasen, ou porque mudasen a maneira de #blgtk08#traballar.
Lendo as novas nos xornais e escoitando noticiarios e comentarios na rúa, semella que somos culpables de todo o malo que acontece no mundo.
Vaia calvario nos tocou!
Comentario por A nena do paraugas (26-09-2011 07:30)
Deixa o teu comentario
Nome:
Mail: (Non aparecerá publicado)
URL: (Debe comezar por http://)
Comentario:
© by Abertal

Warning: Unknown: Your script possibly relies on a session side-effect which existed until PHP 4.2.3. Please be advised that the session extension does not consider global variables as a source of data, unless register_globals is enabled. You can disable this functionality and this warning by setting session.bug_compat_42 or session.bug_compat_warn to off, respectively in Unknown on line 0