Avante Galiza!
'Estamos fartos de saber que o povo galego fala un idioma de seu, fillo do latim, irmao do Castellano e pai do Portugués. Idioma apto e axeitado para ser veículo dunha cultura moderna, e co que ainda podemos comunicar-nos com mais de sesenta millóns de almas (...) O Galego é un idioma extenso e útil porque -con pequenas variantes- fala-se no Brasil, en Portugal e nas colónias portuguesas'.

(Castelão - Sempre em Galiza)



Esta web apoia á iniciativa dun dominio galego propio (.gal) en Internet





 SECÇONS
 FOTOGRAFÍAS
 Também ando por:
 PESQUISAR NO BLOGUE
 PESQUISAR EM BLOGUES GALEGOS
 ARQUIVO
 ANTERIORES
 Artigos destacados

Da Weasel
Da Weasel receberom há pouco o prémio a melhor grupo português. O 11 de Abril viram à Galiza a dar um concerto na Sala Capitol de Compostela e fizeram-lhes esta entrevista:



Encanta-me este vídeo-clip:

Da Weasel - Mundos Mudos
Comentários (0) - Secçom: Música - Publicado o 24-04-2008 16:54
# Ligaçom permanente a este artigo
A Língua, a mais preciosa das ferramentas
Lendo hoje as notícias da SIC topei-me com estas declarações de Saramago, copio e colo:

"O Português é hoje mal falado, é atropelado mortalmente todos os dias mas, como tem muita energia, sacode-se e põe-se de pé e continua", disse Saramago, frisando que "a língua é a mais preciosa das ferramentas".

"Já se riram de mim por eu ter dito que, com esta minha vida (...) eu descobri que a Língua Portuguesa é a mais formosa do mundo", comentou, acrescentando que nem sequer foi o primeiro, "Camões já o disse".

Depois de referir nomes como os do Padre António Vieira, Camilo Castelo Branco, Eça de Queirós, Aquilino Ribeiro "e toda essa gente que andou a escrever", Saramago ressalvou que não sabemos, contudo, como falavam, porque viveram num tempo em que não havia registos sonoros.

"Nós, os que estamos aqui neste tempo, no que chamamos mundo de Língua Portuguesa, temos obrigação de escrevê-la bem, cada vez melhor, mas há outra obrigação que temos: falá-la bem", sustentou.

Afirmando não se tratar de "um apelo para salvar a Língua Portuguesa", José Saramago instou a que se tome "consciência de que se há um bem precioso que, ainda por cima, não é de ninguém em particular, é obra de todos, é a Língua Portuguesa".

"Temos a obrigação de fazer melhor em defesa dela (...) Somos responsáveis pelo destino da Língua Portuguesa", sublinhou.

"José Saramago - A Consistência dos Sonhos", que abre ao público quinta-feira e estará no Palácio da Ajuda até 27 de Julho, reúne mais de 1.200 documentos, fotografias, vídeos, recortes de jornais, objectos pessoais do escritor, cartazes e livros.

Pela presença em Portugal da exposição, que esteve primeiro patente em Lanzarote, Espanha, onde o escritor reside, Saramago disse "obrigado a toda a gente", frisando ter sido uma ideia de Fernando Gómez Aguilera, director cultural da Fundação César Manrique, que contou, desde a primeira hora, com o entusiasmo da sua mulher, Pilar del Rio.

"Quero dizer simplesmente obrigadinho, que é um diminutivo que os espanhóis não entendem mas é qualquer coisa que sai mais do coração: Obrigadinho, disse.


Bem... agora, gentes da Galiza, troquem 'português' e 'língua portuguesa' por 'galego' e 'língua galega'... a mesma cousa, até nisto...
Comentários (0) - Secçom: Língua - Publicado o 24-04-2008 16:41
# Ligaçom permanente a este artigo
Burela luita polo galego
O concelho de Burela vem de aprovar um plano de normalizaçom lingüística de seu... e polo de agora semelha que estam a fazer as cousas muito melhor do que qualquer outro concelho, pois é a localidade com mais galego-falantes da CAG:

Vivamos como Burelãos!!!
Comentários (0) - Secçom: Língua - Publicado o 24-04-2008 16:09
# Ligaçom permanente a este artigo
Turismo de aventura na Galiza
Comentários (0) - Secçom: Humor - Publicado o 23-04-2008 22:59
# Ligaçom permanente a este artigo
Galeguiños
Há umha cousa da que me dei conta enquanto me comecei a interessar na política (por umha banda) no nacionalismo (por outra) e na língua (a 3 bandas... relacionadas, mais nom necessariamente unidas). Os galegos nom somos galegos, somos galeguiños... e nom só o somos, senom que potenciamos essa visiom de nós a cada passo.

Somos assi, galeguiños, quando miramos só por nós mesmos; somos assi, galeguiños, quando rejeitamos o nosso; somos assi, galeguiños, quando botamos a culpa dos nossos problemas aos mais; somos assi, galeguiños, quando nos pechamos em nós mesmos... quando nos cerramos em banda, quando a nossa mente nom é quem de ver mais alá... somos assi, galeguiños.

Todo isto havia ser mui maravilhoso, estupendo, folclórico e super-autóctone de nom ser que por ser galeguiños dam-nos polo cu a duas bandas de três em três.

- Se tem uma empresa de eólicos, nom o duvide senhor empresário, venha à Galiza e faça quartos a eito!! Direi-che umha cousinha... assi, entre nós, que somos amigos. Eu tenho um monte lá naquel curuto no que ventea fino; home... nom é meu de todo, porque aqui tira-nos a pequena propriedade, já sabe... um dia falaram de associar-nos, mais eu com o Manoel da Penela nego-me a fazer nada; mire usté e digo-lho coa confiança que me da que me vaias dar vinte pesos, o pai desse mamalóm já tivera problemas com meu avó, porque na leira do Rego Cativo compartem marco, e esse filho de puta devia pensar que os marcos se podem mover coma quem cambia de voto segundo governe meu "amigo"... e eu ao Don Xosé tenho-lhe muito respeto porque me asfaltou o caminho da casa, mas Don Antonio prometeume que me havia de dar a licença para fazer o galpóm de cartóm-pedra.
Boeno, ao que iamos, que se vostede quere eu convoco umha reuniom com os proprietários e digo-lhes que nos ofrece vostede 1000 ouros por barba... mas eu faço-lhe este favorinho se vostede me di quanto lhe pagou a Afonso das Granhas... que eu queria lamber uns pesos mais ca el, vostede já me entende, nom si?? Boeno logo, dame a mão entom caralho, que para isso somos amigos!!

É surpreendente a quantidade de amigos que temos os galeguiños...

- Pues a mi eso del gallego y tal me gusta que se proteja y está muy bien... pero es que claro, si se lo imponen a los niños en la escuela pues ya no me parece tan bien, porque, luego salen fuera de Galicia... y qué hacen??
El gallego está muy bien porque así hablan con sus abuelos y con los niños de la aldea. Yo además te soy muy progresista y defiendo las lenguas minoritarias, no te creas tú, eh! Que aquí en España tenemos una gran riqueza cultural.
Además... es una lengua tan bonita... y tan melodiosa... Eso sí, el acento gallego no me gusta nada, eh! Y no es racismo ni nada de eso, no te creas, que yo a los negritos siempre les mando la ropa por Cáritas. Pero es que luego ves a un niña así desas con 15 años que ya empiezan a ponerse sus cositas y a maquillarse... y cuando abre la boca le sale un acento gallego destes, tu ya sabes... así cerrado de monte... y chica, es que la cagan!!

Como molamos los gallegos!!

- Iso non é galego, é portugués!! Colonizados de merda! Os que escribimos coma min somos os galegos auténticos e valémonos por nós mesmos e non necesitamos nin españois nin portugueses!! Viva Galiza Ceibe!! Na Galiza en galego... e non en portugués!!
*o mesmo tipinho cruzando os Ancares/Minho/Atlântico: Hola! Mire, perdone, es que no soy de aquí, me podría indicar esta dirección?

O galego está moi ben na Galiza... mais só na Galiza. Sorte que temos o castelán para saír ao estranxeiro, que se non...

- Hoygan, la portada del Chuza tiene demasiado tag Portugal y estamos en Galiza!! Traidores aportuguesados!!

Todo isto, of course, sem ter mirado o tag España.


Em fim... todo galego de bem guarda no seu interior sua respectiva quota de lusofobia.

Iso non é galego, é portugués!!
Eso no es español, es argentino!!
That's not English, that's American!!


É fantástico ser galeguiños... propoño campaña de galeguización nas nosas carreteras... pon un E na tua vida!! E, de Esquizofrenia.

Galiza nazón esquizofrénica!!



P.S.- Si... artigo inspirado nos chios das últimas horas.
Comentários (0) - Secçom: Reflexions - Publicado o 23-04-2008 22:32
# Ligaçom permanente a este artigo
© by Abertal
"Se aínda somos galegos é por obra e gracia do idioma"
(Castelao)


Apoiamos a Candidatura do Patrimonio Inmaterial Galego-Portugués


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.



Warning: Unknown: Your script possibly relies on a session side-effect which existed until PHP 4.2.3. Please be advised that the session extension does not consider global variables as a source of data, unless register_globals is enabled. You can disable this functionality and this warning by setting session.bug_compat_42 or session.bug_compat_warn to off, respectively in Unknown on line 0