Avante Galiza!
'Estamos fartos de saber que o povo galego fala un idioma de seu, fillo do latim, irmao do Castellano e pai do Portugués. Idioma apto e axeitado para ser veículo dunha cultura moderna, e co que ainda podemos comunicar-nos com mais de sesenta millóns de almas (...) O Galego é un idioma extenso e útil porque -con pequenas variantes- fala-se no Brasil, en Portugal e nas colónias portuguesas'.

(Castelão - Sempre em Galiza)



Esta web apoia á iniciativa dun dominio galego propio (.gal) en Internet





 SECÇONS
 FOTOGRAFÍAS
 Também ando por:
 PESQUISAR NO BLOGUE
 PESQUISAR EM BLOGUES GALEGOS
 ARQUIVO
 ANTERIORES
 Artigos destacados

O embaixador alemão e a língua galega
O embaixador da Alemanha na Espanha, Wolf-Ruthart Born, tivo a sexta-feira passada umha deferência coa conselheira de Cultura, Ánxela Bugallo, e com todos os galegos; durante a inauguraçom da exposiçom que o Museu de Belas Artes dedica à arquitectura das 'duas Alemanhas'. No acto de abertura da exibiçom, o diplomático começou a sua intervençom em [perfeito] português porque, segundo explicou aos presentes, o idioma luso e o galego som mui semelhantes. Quiso mostrar assi o seu respeito polos galegos e pola sua língua.


A AGAL, em agradecimento, enviou-lhe o seguinte comunicado:

Excmo. Sr. Embaixador de Alemanha Dr. Wolf-Ruthart Born :

Em nome da Associaçom Galega da Língua (AGAL), associaçom defensora da normalizaçom lingüística na Galiza e da unidade linguística Galego-Portuguesa, manifestamos o nosso agradecimento e reconhecimento ao Sr. Embaixador, Wolf-Ruthart Born, polo facto de ter usado a língua própria de Galiza, na sua variante portuguesa, como mostra do seu respeito polo povo galego, na sua intervençom na inauguraçom da exposiçom "Duas arquitecturas alemãs: 1949-1989" no Museu de Belas Artes da Corunha, na sexta-feira passada, 4 de Abril.

Consideramos exemplar a sua actuaçom, nomeadamente num contexto em que a grande maioria das autoridades do Estado a que Galiza pertence, desde o Chefe do Estado ou o Presidente do Governo, até o Delegado do Governo Estatal na Galiza, nem sequer empregam a nossa língua nas actuações no nosso país, e mesmo alguns representantes das instituições galegas também tratam a nossa língua como estrangeira na sua terra, empregando o castelhano numha mostra mais da desconsideraçom a respeito dos nossos direitos lingüísticos, continuamente conculcados, o que está na base do avanço na substituiçom lingüística que sofremos nos últimos anos.

Especialmente significativo é o seu gesto numha cidade, a da Corunha, que sofreu durante anos a colaboraçom activa do governo municipal na imposiçom do castelhano e a obstaculizaçom da normalizaçom da nossa língua, e no reforçamento dos preconceitos antidemocráticos a respeito da língua própria incutidos em parte da populaçom durante a ditadura franquista.

Encorajamos a V. Ex., portanto, a manter a sua mostra de respeito polas línguas próprias dos diversos povos do estado espanhol como representante da República Federal da Alemanha.

Aproveitamos a ocasiom para apresentar os nossos melhores cumprimentos,

José Manuel Outeiro
Secretário do Conselho da AGAL.
Embaixador da Alemanha utiliza galego-português de Portugal em inauguraçom na Corunha
Comentários (1) - Secçom: Língua - Publicado o 09-04-2008 17:01
# Ligaçom permanente a este artigo
Chuza! Meneame
1 Comenta-se que...
1 Como cidadão galego e como cidadão do Mundo que sou, congratulo-me em que haja personalidades como o embaixador da Alemanha a ter este ti#blgtk08#po de atitudes a respeito de um idioma como o nosso, sobretudo considerando a situação em que está.

Parabéns polo caderno!
Dito por Xavier (09-04-2008 18:05)
E ti que pensas disto?
Venho a ser:
Correio-e: (Nom aparecerá publicado)
URL: (Debe começar por http://)
E digo eu:

(Introduza o código da imagem)
© by Abertal
"Se aínda somos galegos é por obra e gracia do idioma"
(Castelao)


Apoiamos a Candidatura do Patrimonio Inmaterial Galego-Portugués


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.



Warning: Unknown: Your script possibly relies on a session side-effect which existed until PHP 4.2.3. Please be advised that the session extension does not consider global variables as a source of data, unless register_globals is enabled. You can disable this functionality and this warning by setting session.bug_compat_42 or session.bug_compat_warn to off, respectively in Unknown on line 0