Avante Galiza!
'Estamos fartos de saber que o povo galego fala un idioma de seu, fillo do latim, irmao do Castellano e pai do Portugués. Idioma apto e axeitado para ser veículo dunha cultura moderna, e co que ainda podemos comunicar-nos com mais de sesenta millóns de almas (...) O Galego é un idioma extenso e útil porque -con pequenas variantes- fala-se no Brasil, en Portugal e nas colónias portuguesas'.

(Castelão - Sempre em Galiza)



Esta web apoia á iniciativa dun dominio galego propio (.gal) en Internet





 SECÇONS
 FOTOGRAFÍAS
 Também ando por:
 PESQUISAR NO BLOGUE
 PESQUISAR EM BLOGUES GALEGOS
 ARQUIVO
 ANTERIORES
 Artigos destacados

De como Cristiano Ronaldo conseguiu o que eu não
E não falo de cobrar 90 milhões de euros por por dar couces numa pelota - com muito estilo, isso sim -. Falo de enganchar realmente aos meus amigos à música em português.

Alguns dos meus achegados, se escutavam música lusófona, era por influência minha - descartando os bascos, com os que estou quando vou lá a Euskal Herria de visita, e que me mostraram p.ex. a Gabriel o Pensador ou a Ivete Sangalo -. É claro que não tenho eu todo o mérito, as radiostations fizeram boa labor com a Garota Nacional dos Skank, o Tic Tac dos Carrapicho, a lambada de Kaoma, o Já sei namorar dos Tribalistas... e muito mais recentemente o Rap das armas de Cidinho & Doca, Kalemba dos Buraka Som Sistema ou Danza Kuduro de Lucenzo. Sem esquecermos o grande sucesso da Cabritinha de Quim Barreiros.

O caso é que o círculo era sempre o mesmo:
1º- Eu a surfar na internet na procura de músicas diversas.
2º- Fichar aquelas das que gosto - de todo tipo, mas com boa frequência aparece alguma em português.
3º- Ponho essa música no carro e também quando quedamos pra tomarmos uns cubalibres na minha casa antes de irmos de caralhada.
4º- Às vezes gostam de alguma delas, e se tal passo-lhas.

E mirai o que é sair na televisão - porque eu guapo e rico sou... só que não o ando a dizer por aí como outros :D -, que dum dia para outro o Cristiano vai e rompe o esquema.

Tudo começou com o Cristiano Ronaldo e o Marcelo celebrando um gol do Real Madrid contra o Málaga com uma simpática dança.



Isso saltou às secções desportivas dos telejornais todos. Houve quem reclamou: 'Neimar já o tinha feito antes!' Nada importava já, o furacão da Madeira é imparável. Todo o mundo, mesmo eu, à procura do som original que provocara esses calores nos craques do Real Madrid... e apareceu no YouTube o Michel Teló cantando pra uma moreia de delicinhas.



Vislumbrei um bombaço eu que tenho bom olho pra isto da música, mas fiquei curto nas previsões. Chegou o sábado, comentei aos meus amigos toda esta mesma jogada que venho de contar, mostrando o vídeo do Ronaldo e o Marcelo e como cheguei ao 'Ai se eu te pego'. Adoraram mesmo! Não só queriam essa canção, queriam mais do Michel Teló!

E é que uma boa canção engancha, mas se a patrocina uma estrela do futebol é muito melhor! Ademais esta tem algo do que todas as que mencionei com anterioridade (menos uma, e mirai se pegou que este passado verão volveu a estar na moda) careciam: um baile!

Na seguinte semana já tinha um amigo meu a canção no telemóvel antes de eu descarregá-la, escutei um par de rapazes com ela no móbil pola rua... e comentou-me um colega: 'pues ya prestaba que pusieran la canción esa por aí en los bares'. Meu dito, meu feito... chegou o sábado e foi em três bares da vila na que eu moro que escutei o 'assim você me mata'.

Se temos do nosso lado ao atacante do Funchal, sem dúvida venceremos! ;)
Comentários (1) - Secçom: Música - Publicado o 06-11-2011 10:40
# Ligaçom permanente a este artigo
Fumando português

Venho de participar nos aPorto 2011 :)

A experiência recomendo-lha a toda a gente. Eu já tinha participado anteriormente em outros cursos de imersão linguística, em países anglófonos para aprender inglês, e sabia que este é o melhor método para aprender um idioma.

A imersão começa - para mim - desde o mesmo momento no que subo ao carro; dou-lhe ao contato e o ecrã do Peugeot indica a data e a música que está a soar nesse momento em português, a música que se ouve é a música em português que sempre me acompanha nas viagens, ligo o GPS e indico-lhe o endereço do destino... o GPS também fala português.

O Pedro e o Rafa, dois companheiros do aPorto, gostam da ideia do GPS em português. É algo no que não tinham reparado... estou acostumado, sempre causa estranheza, mas 'estranhamente' todo o mundo percebe o que o aparelho diz. Não esqueço tampouco que lhes tenho que passar aos companheiros música lusófona... nem tudo é fado! No que não repararam meus companheiros é que também está em português o meu telemóvel, e o menu da câmara com a que lhes tirei fotografias, e o menu da câmara de vídeo com a que os gravei.

'Ó Suso, como é que sabes tanto de Portugal?', perguntou a Filipa. Pois porque leio a imprensa lusófona, consumo literatura em língua portuguesa - graças à Imperdível -, escuto música em galego-português, vejo filmes e documentários e notícias em português... e é através do português que eu posso viver em galego na Galiza com normalidade.

E então se tanto sei de Portugal e do português, como é que achei que precisava dum curso de português? Bem, como já comentei eu sou autodidata nisto da escrita da que eu considero a minha língua, pois na escola ensinaram-me de outra maneira. O ouvido já o tenho afeito, sobretudo por causa da música... mas não tenho reparo em dizer que acho que na hora de falar acho que tenho muito que melhorar pra me aproximar ao considerado 'padrão culto'. Mas ainda contudo não deve ser tão mau se - pela minha experiência - tenho de desconfirmar isso de que os tugas falam castelhano aos galegos ;)

Algo que me alegrou muito foi saber que eu era o único sócio da AGAL do grupo. E por que? Pois porque havia um grupo muito heterogéneo, por dizer só alguns exemplos: Elena - que comentou falar quase sempre castelhano - meteu-se nisto do português há dois meses; Pedro nasceu em Valladolid e fala galego - e português - melhor ainda do que muitos galegos; Iria é de Madrid e leva apenas dois meses morando na Corunha, e aí estava entre tanto galego a falar português como sem problema nenhum.

O português interessa, as fronteiras mentais dos galegos estão a ser - por fim - superadas; e eu animo a toda a sociedade galega a passar uma semaninha de férias em Portugal: ouvindo português, falando português... e até fumando português.
Comentários (7) - Secçom: Reflexions - Publicado o 22-08-2011 16:00
# Ligaçom permanente a este artigo
Comunicado (mío)
À vista de nomseique palha mental que vi em chuza nestes dous últimos dias - que nem sei de onde vem - comunico isto porque me peta.

Comunicado meu, mío, from mi tu yu, de Suso. Nom falo em nome de ninguém mais que no meu.

Chuza é o que os usuários dela querem que seja, nem mais nem menos. Se a alguém lhe proe, que a ranhe, e se quer fazer algo mais produtivo que ranhar, que participe.

Se os mais nom votam as tuas novas é porque nom lhes sai da caralha. Nom existe conspiraçom judeomasónica, nom há guerra aberta entre isolos e reintegratas, os independetas nom cumprem ordens diretas de Ferrín nem de Maurício e os dos dez?/cem?/mil? partidos que estám dentro do bloco nom dirigem cotarro nengum. O único que há em chuza som quatro pelagatos detrás do ecrã com ganas de comentar a atualidade sem ter que pagar euro e médio por um auga no bar da esquina.

Mira tu se som sumamente normais os 'entes' com os que falas que algumha das vezes que falaste com eles estes estavam comendo, fumando, bebendo cousas alcoólicas e mesmo cagando - é o problema do fedelho... mas lavai as mãos, eh! :D -.

O problema das persoas normais é que actuam como persoas normais. Se queres divertimento pois terás que tratar de ser divertido, e se buscas bronca sempre haverá alguém disposto a quedar pra quentar-se a estopa de jeito mútuo... tudo com muito amor :> Isso sim, nom busques seso. Isto é só um conselho persoal... eu busquei e busquei e nunca atopei XD

Chuza vai morrer, assume-o dumha puta vez. Se nom é hoje é manhã, e se nom é manhã será na próxima década. Virá algo melhor, e só a botarám em falta quatro fricaços do antigo... também há gente que acha em falta os tempos nos que a terra se arava com sacho, há gente pra tudo :S E se nom vem nada? Pues te jodes y bailas, chico, quéselevaahacer... fizeras algo :P

No mi gustan las nuevas del chusa! ... Pues te jodes! Se nom gostas das novas envia tu novas das que gostes. Eu parto-me a pirola - aka escacho a rir - com muitas das novas que eu envio e as mais delas nom chegam a ter mais de três votos dalgum despistado. Where is the problem?

É que nom sei nem pra que estou a escrever isto... é algo ultra-óbvio. Se continuo é porque já levo um bom tocho, e agora remato por mis cojones :P

Pero hes ke tú heres el 'presi' i tienes que haser algo! Vamos a ver... chaval. Se a mim me derom tal cargo foi porque nidiós lo quería, chico. Eu dixem, pois venha pra-diante, a ver se nos dura um par de anos mais o entretenimento este que é mais barato que as demais drogas que conheço. Nem puto chiste me fai ter o meu endereço como sede virtual dum grupo de desconhecidos que vaitisaber em que merdas andam metidos.
Eu só pedi poder administrar por se o raxozorza comentava algo das suas noites locas-locas por la life com estrelas mediáticas, por isso de que nom me petem na porta de madrugada os distupas :D

E lô que é o que fas tu? Eu!?!? NADA!!! Como que nada? Pois nada de nada, em absoluto. Eu nom tenho mérito nenhum nesta nova etapa de chuza - como tampouco tinha na antiga -. Aqui quem trabalha som peeler, belay e socram. Socram responde os correios, belay programa, e peeler - que é com o que mais me trato por motivos administrativos - é o autêntico merecedor dos vítores porque fai absolutamente TODO. É ele quem faz que isto furrule, tanto a nível administrativo como informático. Eu limito-me a levar-lhe as cartas que chegam à minha casa e parolamos um pouco; um dia ensinou-me algo da programaçom e realizei a nova distribuiçom das categorias... e miratú quebienlahice que falta mesmo o 'remo' nos desportes! ¬¬
Também comprei o carimbo da Asociación, 35,99€ - tenho aqui a fatura -, mas nom penso cobrar-lho a ninguém. É um micro-presente polo bom tempo que tenho passado neste projeto durante estes anos.

Hel Gallegoman kontrola hel kotarro!!!1 Agora já o sabes, el gallegoman é tam fopeiro que nom fai absolutamente NADA. Eu sou como o Bourbon, tenho um cargo representativo... com a diferença de que ele chucha dos nossos quartos pra ir de férias e eu quito-me de tomar cobatas - justos y necesarios para la vida - pra que tu, protestom do caralho, podas chiar o que che saia das pelotas. Gózalo chico... nom és um nem dous, és só o seguinte, antes que tu foi outro e despois outro virá. Qué le voy a hacer si soy guapo y les atraigo! :>

Em definitiva, a mamarla! A ver se nos deixamos dumha puta vez de palhas e paranóias e entendemos que o caralho do chuza nom é mais que umha web na que passar o tempo, com excesso de política e defecto de humor e sexo (llámenlo amor si lo prefieren). E que se eu, enviando tropecentasmil novas de fodémia e chistes de blogues brazucas nom mudei tal, tu tampouco o vás fazer. Chuza é o que os usuários querem, e nom há mais que lhe fazer...
Comentários (2) - Secçom: Reflexions - Publicado o 12-08-2011 23:59
# Ligaçom permanente a este artigo
Bento XVI, fôra da Galiza!
Vídeo-resumo da visita do chefe da seita católica à Galiza.

Rede Feminista Galega apresenta denúncia contra Ratzinger:


Manifestaçom de rechaço à visita do Papa:


Os mass média internacionais mostram a violência papal-policial:


Concentraçom durante a visita de Bento XVI:


... e Caminho A_Teu:
Comentários (1) - Secçom: Cousas Minhas - Publicado o 12-11-2010 16:12
# Ligaçom permanente a este artigo
Bon cop de falç!
O dia 24 de outubro de 2010 realizou-se um lipdub pola independência dos Països Catalans, realizado na cidade de Vic.

Este vídeo tem o recorde mundial de mais gente participando num lipdub, 5.771 persoas, segundo a World Records Academy.

A iniciativa xorde da gente do povo catalám. Quer amossar-se, a todo o mundo, que Catalunya é umha naçom e como tal necessita a independência para assegurar a sua supervivência e o seu futuro.

La flama de tot un poble en moviment
Comentários (3) - Secçom: Païssos Catalans - Publicado o 30-10-2010 15:59
# Ligaçom permanente a este artigo
© by Abertal
"Se aínda somos galegos é por obra e gracia do idioma"
(Castelao)


Apoiamos a Candidatura do Patrimonio Inmaterial Galego-Portugués


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.