Made in Galiza


Eu nunca serei yo
Um caderno de trabalho de Séchu Sende

A minha obra neste caderno está licenciada baixo creative commons, copiceibe.

O autor solicita comunicar-lhe qualquer uso ou modificaçom da sua obra no email de contacto aqui sinalado.

Contacto
madeingaliza
 CATEGORIAS
 FOTOBLOGOTECA
 OUTROS MUNDOS
 BUSCADOR
 BUSCAR BLOGS GALEGOS
 ARQUIVO
 ANTERIORES

Um cesto de maçás


- Isso é im-po-ssí-vel.

- Que me apostas?

- Que nom, que é impossível...

- Que si, ho, que si, 10 quilos.

- Entre as duas?

- Si.

- A ver, explica-mo...

- Que entre ela e mais eu comemos 10 quilos de maçás em dez minutos.

- E como dis que se chama?

- Luisa.

Marcos chegara da Corunha habia tres dias. Seu pai era de aqui e sua nai, dumha aldeia do lado. E a Rosa caia-lhe bem, aínda que fosse um pouco raro. Falava pouco e andava seguido com um livro na mao.

- Que les?

- A vida de Van Gogh?

- Estava tam tolo como dim?

- Tu estás pior...

E ao lado do rio Rosa dixo-lhe aquilo, que entre Luisa e ela comiam 10 quilos de maçás de umha sentada. Um cesto.

- E Luisa?

- Está arriba.

- Conheço-a? Veu ao rio estes dias?

- Nom, case nunca baixa. Está arriba.

- E que apostamos?

- Um bico?

- Só um bico?

- Hai muitas clases de bicos.

- E se ganho eu?

- O que queiras.

- O que...?

- Ahá.

- Feito.

Subirom.

- Eih, onde ides? Preguntarom os outros rapaces, que estavam comendo gelados na terraza ao lado do rio.

- Imos onde Luisa...

- Dade-lhe saúdos.

- Estám a rir..., dixo Marcos.

- Dá igual. Que lhes dean.

- E as maçás?, perguntou Marcos quando chegarom arriba.

- Meus pais tenhem-nas no alpendre. Colhemos um cesto.

Eram do país, verdes e coloradas ao mesmo tempo.

- Son muitas... É impossível come-las todas em dez minutos.

- Vem...

- Ides comer todo isso entre as duas?

- Fixemos um trato, nom?

- Ahá.

- Pois vem, anda.

- Mira que se perdes...

- O que queiras...

Rosa colheu a Marcos da mao. Andarom tres casas e pararom onde um portal verde.

- Sshhh... Vive aqui. É mui tímida. Nom fagas ruído.

Abriu a porta de madeira e entrarom. Estava escuro e a Luisa deu-lhe toda a luz do dia.

- Trouxem-che maçás, pequena.

Rosa mordeu numha e Marcos olhou como em cinco minutos a égua comia o resto, de tres em tres, a eito.

- E agora vem aquí, dixo-lhe Rosa, e fixo-lhe assi com a mao e sentou na palha... E dixo:

- E da-me o que me deves.


....

2006
Comentários (3) - Categoria: Geral - Publicado o 13-10-2008 23:48
# Ligazóm permanente a este artigo
Chuza! Meneame
3 Comentário(s)
1 moi pícaro o Marcos

#blgtk08#fermosa foto

apertas
Comentário por mer (14-10-2008 10:26)
2 mais pícara a Rosa#blgtk08#. Fermosa história
Comentário por rui (16-10-2008 15:11)
3 LUC QUATTRO technology patented technology, . global limited edi#blgtk08#tion of 15. Tourbillon LUC triple mark another worth mentioning,
Comentário por Coach Outlet (01-11-2012 08:26)
Deixa o teu comentário
Nome:
Mail: (Nom aparecerá publicado)
URL: (Debe começar por http://)
Comentário:
© by Abertal