Made in Galiza


Eu nunca serei yo
Um caderno de trabalho de Séchu Sende

A minha obra neste caderno está licenciada baixo creative commons, copiceibe.

O autor solicita comunicar-lhe qualquer uso ou modificaçom da sua obra no email de contacto aqui sinalado.

Contacto
madeingaliza
 CATEGORIAS
 FOTOBLOGOTECA
 OUTROS MUNDOS
 BUSCADOR
 BUSCAR BLOGS GALEGOS
 ARQUIVO
 ANTERIORES

COUSAS QUE A GENTE ESQUECE?



Cousas que a gente esquece...
...aínda que pareza mentira.


Um amor.
Um paráguas no autobús.
A cabeça entre as nubes.
Umha palavra na ponta da língua.
Gernika, Iroshima.
A história da tua própria família.
A data de caducidade dum iogurt.
Os mineiros de Lousame indo cara a Santiago com dinamita para defender-nos do franquismo no 36.
Um agasalho polo aniversário.
@s exiliad@s.
O nome daquela actriz.
Quando estreamos a queimada de cerámica de Sargadelos.
Fazer a compra.
A língua.
Afganistám.
Quem está detrás de cada medio de comunicaçom.
Dizer quero-te.
Fazer o encrucilhado do jornal.
Ou a sopa de letras.
@s pres@s polític@s.
Dar um bico de vez em quando.
Outro amor.

A memória é como um músculo. Necessita exercício. Ou atrofia-se.

Recorda!


..........

Jornal Galicia , janeiro 2008

Comentários (2) - Categoria: Nom serviam - Publicado o 28-01-2008 09:11
# Ligazóm permanente a este artigo
Chuza! Meneame
2 Comentário(s)
1 Às vezes não esquecemos nunca:

Um amor.
A melodia daquela canção que sempre levaremos dentro.
Sermos capazes de sorrir mesmo perante a difícil realidade.
Aquele verso que vai connosco a toda a parte como um#blgtk08# animal de companhia.
Um amor que nunca nos correspondeu.
O primeiro beijo, o primeiro amor, o primeiro desamor.

Às vezes, de tão conscientes de estarmos vivos, não esquecemos ainda que precisemos.

Comentário por Leitor (28-01-2008 12:05)
2 Tantas cousas importantes que esquecemos e ¿ cantas cousas quer#blgtk08#emos olvidar para sempre e non podemos?

A vida.
Comentário por Mer (29-01-2008 18:19)
Deixa o teu comentário
Nome:
Mail: (Nom aparecerá publicado)
URL: (Debe começar por http://)
Comentário:
© by Abertal