acuática



Xanela de Marta Dacosta
acuatica07@gmail.com
 CONTIDOS
 OBRA
 ANTERIORES
 Arquivo
 BUSCADOR
 outras xanelas

A materia do poema
foto de Marta Dacosta
Atopeime co libro A matéria do poema de Nuno Júdice na Festa do Livro en Horta. Primeiro chamoume o título e logo o poema “Ofelia e as ninfas” convenceume de traelo canda a min

“... é Ofelia que me
recebe, acordada, renascida e pura camélia”

Pois atopaba no autor esta Ofelia resucitada que eu reivindicara nos meus versos.

Algún mes despois botei man do libro, mais o exceso de encabalgamentos e de extensión nalgúns poemas, acabou por facermo esquecer sobre a mesa de noite. Até días atrás en que veu á man de novo, e entón si, un poema foi tirando do outro e o libro acabou de ser lido e conseguiu que a miña memoria quixese recordar varios dos seus versos:

“... o verso tornou-se um intervalo
entre dois ruídos, com o seu silêncio pontuado
pelo bater da tecla no papel...”

“”... Transformo o som no mosto
que destila o puro azeite da memória,
... para amassar numa farinha
de palavras os contos brancos da origem.”

“É assim com o poema: faço-o com as
palavras velhas, as que estão cheias de
bolor, as que foram atiradas para um canto
do dicionário. Algumas, não sei o que
querem dizer; outras, disseram tantas vezes
o mesmo que já perdi o sentido do que
dizem. Mas quando as colo, no verso,
o que ouço tem sempre outro sentido.”
Comentarios (0) - Categoría: libros - Publicado o 05-01-2009 13:27
# Ligazón permanente a este artigo
Chuza! Meneame
Deixa o teu comentario
Nome:
Mail: (Non aparecerá publicado)
URL: (Debe comezar por http://)
Comentario:
© by Abertal
Acuática